Alpha Omega Tecnologia

Brasil adia início de compartilhamento de dados de clientes no Open Banking

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A próxima fase da implementação foi adiada em um mês, pois as instituições adaptaram seus sistemas para o novo modelo.



O Banco Central do Brasil atrasou a introdução da fase de compartilhamento de dados do projeto nacional de Open Banking, uma vez que as instituições de serviços financeiros preparam suas configurações de tecnologia para atender aos novos requisitos.

De acordo com o Banco Central, a decisão é uma resposta a um pedido formal da estrutura de governança do Open Banking, já que as instituições participantes estão finalizando os testes para garantir a aprovação e o registro de suas interfaces de programação de aplicativos (APIs) abertas, o que possibilitará terceiros - desenvolvedores de terceiros para criar aplicativos e serviços em torno das instituições financeiras participantes, com os dados do consumidor compartilhados com seu consentimento.

Após a solicitação, foi decidido que o lançamento da próxima fase de implementação, que envolve o compartilhamento de dados cadastrais e transacionais de clientes, passou da data original de 15 de julho para 13 de agosto.

“O Banco Central reforça o seu compromisso para que a Banca Aberta cumpra os seus objectivos, de [alcançar] maior concorrência, bem como eficiência do sistema financeiro e inclusão financeira da população, mantendo-se vigilante no processo de implementação e não poupando esforços para isso” , afirmou a instituição em comunicado.

A implementação faseada do Open Banking no Brasil começou em fevereiro, com os bancos abrindo dados sobre seus canais de atendimento e as características dos produtos e serviços bancários por meio de APIs abertas, sem compartilhamento de dados de clientes. Após a segunda fase, considerada a mais crítica do projeto, outra fase introduzirá a capacidade de pagar contas e fazer transferências de dinheiro fora do ambiente de banco do cliente.

Na última fase, que ainda está sendo discutida pelos bancos, outros recursos poderiam ser agregados ao modelo, como o compartilhamento de informações adicionais do cliente, em áreas como serviços de câmbio, investimentos, seguros e contas salariais.

O projeto de Open Banking no Brasil foi aprovado pelo Banco Central no início de 2019 . O modelo foi definido para ser implementado em 2020 e empurrado para o início de 2021 devido à pandemia de Covid-19. O projeto faz parte de uma agenda mais ampla de modernização do sistema financeiro brasileiro, que incluiu a implantação de pagamentos instantâneos em 2020 e o lançamento de diretrizes para a criação de uma moeda digital.

 

Fonte: ZDNet

Tags:

Cadastre seu email e fique por dentro do munda da tecnologia